O prefeito de Curionópolis, Adonei Aguiar (DEM), reassumiu o cargo, na manhã desta terça-feira, 15, após cumprimento do prazo de afastamento por 180 dias determinado pelo Tribunal de Justiça do Estado (TJE), no mês de março. O prefeito foi recebido com festa por seus assessores e servidores municipais.

“Estou muito feliz em retornar às minhas funções, ao mandato que o povo de Curionópolis me confiou e também quero agradecer as manifestações de carinho que recebi ao voltar à Prefeitura”, disse Adonei, que também festejou o nascimento da sua primeira filha, Valentina, ocorrido durante o período em que esteva afastado do cargo. “Também estou muito feliz pela chegada da minha filha”, completou.

O prefeito foi afastado do cargo, em março deste ano. Adonei, segundo o TJE, ofereceria risco à administração pública de Curionópolis, e poderia recorrer à prática criminosa contra o erário público.

Com o afastamento de Adonei, assumiu o cargo na prefeitura, o presidente da Câmara de Curionópolis, vereador Raimundo Nonato Holanda, mais conhecido como “Nonato Maranhense”, que, nesta quarta-feira, devolveu a função ao prefeito.

Em julho, o ministro Dias Toffoli, então presidente do Supremo Tribunal Federal, concedeu liminar favorável no processo que pedia a reintegração do mandato de Adonei na prefeitura, porém, com menos de um mês no cargo, a liminar foi deburrada pelo ministro Edson Fachim, que era relator da matéria e estava de férias quando Tofolli concedeu a liminar. Adonei acabou sendo afastado novamente de suas funções permanecendo assim até o final do prazo.

“Nesse período de afastamento sofremos todo tipo de perseguição e represálias, mas não perdemos a confiança porque temos o apoio do povo de Curionópolis. Estamos reassumindo nosso mandato com fé, esperança e confiança porque estamos fazendo uma gestão histórica em Curionópolis com muito trabalho, obras e serviços pra nossa comunidade”, destacou o prefeito, que agora, permanecerá no cargo até o final do mandato, em dezembro, deste ano.