A Polícia Civil identificou o suspeito de ter ateado fogo em Adinilson Gomes de Almeida, 36 anos, que vivia em situação de rua em Parauapebas. O crime ocorreu no dia 25 de outubro.

Segundo o delegado que investiga o caso, o suspeito foi identificado através de imagens de câmeras de segurança que ficam próximas ao local do crime. Em uma das câmeras, ele aparece comprando combustível em um posto de gasolina. Ainda de acordo com a polícia, o autor do crime seria um pasteleiro autônomo e a ação violenta teria sido motivada por briga. O suspeito está foragido.

Na madrugada do dia 25 de outubro, a vítima foi encontrada em chamas na calçada da rua Cristo Rei, nas proximidades de um posto de combustíveis, em Parauapebas. Com a ajuda de moradores, os homens do Corpo de Bombeiros conseguiram conter as chamas e realizaram os primeiros socorros.

Adinilson Gomes foi encaminhado para o Hospital Municipal de Parauapebas, onde recebeu os primeiros atendimentos. Mas devido à complexidade dos ferimentos, ele foi transferido em uma aeronave do Corpo de Bombeiros para o Hospital Metropolitano, só que acabou morrendo no dia seguinte.

Comentários