Policia de Parauapebas prende trio roubando fios das bombas do SAAEP do Cidade Jardim

0
1548
Os dois irmãos Antônio Filho Barbosa, 32 anos de idade, Antônio da Silva Barbosa, 30 anos, e um adolescente de 15 anos de idade, foram apresentado na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas por volta das 14h00, desta quarta-feira (20) pela guarnição do Grupo Tático Operacional (GTO),  composta pelo sargento PM Edilson e os soldados P Silva e Oliveira,  acusados de serem os autores do furto de fios de cobre da rede elétrica das bombas d”água do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Parauapebas (SAAEP), causando prejuízo para a autarquia além de  deixar os moradores do bairro Cidade Jardim sem água.
De acordo com o sargento, o trio foi pego após denúncia ao Centro de Controle Operacional (CCO), dando conta dos autores do furto dos fios de cobre das bombas de captação de água da SAAEP, localizadas na rua N1, bairro Cidade Jardim.
Ainda de acordo com o policial uma testemunha que teria flagrado o trio realizando o furto, acionou a polícia dando a localização dos mesmos. Quando abordamos eles, os mesmos estavam com uma mochila com  vários pedaços de fios e cabos de cobre, mas nos   disseram haviam achado a mochila no matagal, o que não convenceu a polícia.
Na delegacia a reportagem do Portal Noticias de Parauapebas conversou com Antônio Filho e o  mesmo negou ter furtando  os fios e disse que ele o irmão e o filho estavam catando latinha quando encontraram a mochila com os fios dentro.
Na delegacia os dois irmãos foram enquadrados pelo delegado plantonista Nelson Alves Junior, no artigo Art. 265 – Atentar contra a segurança ou o funcionamento de serviço de água, luz, força ou calor, ou qualquer outro de utilidade pública:
Pena – reclusão, de um a cinco anos, e multa.
Parágrafo único – Aumentar-se-á a pena de 1/3 (um terço) até a metade, se o dano ocorrer em virtude de subtração de material essencial ao funcionamento dos serviços. (Incluído pela Lei nº 5.346, de 3.11.1967)
Interrupção ou perturbação de serviço telegráfico ou telefônico Interrupção ou perturbação de serviço telegráfico, telefônico, informático, telemático ou de informação de utilidade pública (Redação dada pela Lei nº 12.737, de 2012) Vigência.
Caetano Silva da redação do Portal Noticias de Parauapebas

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here