De acordo com a legislação federal, pelo menos 30% do que é consumido na merenda escolar das redes públicas de ensino devem ser oriundos da agricultura familiar, baseado nisso, a Prefeitura de Curionópolis realiza capacitação dos pequenos agricultores da cidade com o objetivo de prepará-los para atender aos pré-requisitos legais e respectivamente para a venda de seus produtos ao município.

A preparação dos produtores foi iniciada com o I Seminário de Acesso ao Mercado para Agricultura Familiar, realizado em Serra Pelada, e também na sede do município, nesta terça-feira (23). “O objetivo é sensibilizar e orientar os agricultores familiares, associações e cooperativas, para participarem da Chamada Pública para aquisição de gêneros alimentícios, advindos da agricultura familiar. A intenção é preparar os agricultores familiares locais para fornecerem para a Prefeitura, o que possibilitará a retenção parte dos recursos no próprio município, fazendo a economia girar, gerando emprego e renda”, destacou a secretária de planejamento, Verônica Fernandes Rabelo.

A abertura do seminário contou com a participação de representantes da Emater, parceira no processo de capacitação, Sebrae e Cooperativa Mista dos Produtores Rurais da Região de Carajás (COOPER), além do advogado Augusto Maia, que faz parte da Coordenadoria Municipal de Licitações, ele compartilhou muitas informações de interesse do público durante uma palestra ministrada no evento.

“É muito bom tudo isso, é um ensino para o agricultor. Estamos aprendendo que dá para aproveitar o máximo da produção da nossa terra. E tudo hoje em dia é com projetos, e se o colono seguir tudo o que eles estão falando aqui com certeza vai ter renda”, afirmou Ibones Ferreira de Souza, produtor rural na Frei Henri.

“Pela primeira vez os produtores terão acesso ao mercado por meio da Prefeitura, e o nosso papel é intermediar todo esse processo e dar apoio técnico e de mecanização para os produtores rurais de Curionópolis. Esse incentivo demonstra o compromisso do prefeito, Adonei Aguiar, com o homem do campo”, destacou a titular da Secretaria Municipal de Produção Rural (Sempro), Adriana Gomes.

Ainda de acordo com Verônica Rabelo, existem grupos informais e formais (associações e cooperativas) de agricultores familiares que estão se regularizando para participar da Chamada Pública. “Após o seminário, o próximo passo será a regularização dos agricultores familiares, para tanto, a equipe da SEMPRO dará apoio à EMATER nas vistorias para emissão das DAP’s físicas e jurídicas e a equipe da Coordenadoria Municipal de Licitação, com apoio dos Agentes de Desenvolvimento, orientará os interessados como preencherem o projeto de venda”, detalhou Verônica.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here