Parceria institucional vai enfrentar violência em Parauapebas

0
297

O sistema de segurança de Parauapebas vai começar a criar um cerco no município, para diminuir o índice de roubo na cidade, principalmente de motocicletas, alvo preferido dos bandidos. A criação do plano de ação foi uma das deliberações da primeira reunião do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM), realizada no final da tarde de segunda-feira, 20, sob o comando do prefeito Darci Lermen.

Na reunião, foi exposta a situação do sistema de segurança pública em Parauapebas e o que pode e deve ser feito para que a população seja protegida da ação dos bandidos. “Estamos aqui com uma equipe grande, criando essa dinâmica para enfrentar realmente, com muita força, a criminalidade, a violência. Daqui, vai sair um bom resultado porque vamos atuar de forma pró-ativa pra resolver o problema da segurança em nossa cidade”, assegurou Darci Lermen.

Bom resultado porque o GGIM, ferramenta ligada ao Ministério da Justiça, é formado por representantes de todos os órgãos de segurança pública principalmente das esferas estadual e municipal. A missão é identificar alternativas de ações para prevenção e repressão ao crime e à violência de maneira mais efetiva e integrada. “Quanto mais força a gente conseguir, menor será a criminalidade. A intenção aqui é buscar o efetivo da Guarda Municipal, da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e todos os órgãos municipais para reduzir a violência”, atestou o delegado da Polícia Civil, Márcio Maio.

O secretário municipal de Segurança Institucional e Defesa do Cidadão (Semsi), Michael Gomes, endossa: a união das forças será a maior ferramenta de combate ao crime em Parauapebas. “A gente trabalhando em parceria, com todos os órgãos agindo em conjunto, vamos chegar a um resultado significativo em nosso município”.

Ficou definido na reunião que cada órgão vai montar um plano de ação para ser executado em curto, médio e longo prazos, a ser apresentado na próxima reunião do GGIM, agendada para 10 de março. Entre as ações haverá combate também ao crime ambiental. Daí que foram formadas duas câmaras temáticas: de Combate a Roubos e de Combate a Crimes Ambientais.

O prefeito Darci Lermen observa que cabe ao Governo do Estado investir na segurança pública, oferecendo mais condições às polícias de trabalhar para proteger a cidade. Se a prefeitura toma a frente das ações, frisa o prefeito, é porque não pode ficar de braços cruzados frente a um problema tão grande no município. “Nós, mais uma vez, vamos estar substituindo, em alguns aspectos, a ação do Governo do Estado, e ajudar a Polícia Militar, a Polícia Civil e demais órgãos aqui presentes para fazer segurança, com qualidade, para nosso povo”.

 

Da reunião desta segunda-feira, também participaram o vice-prefeito Sérgio Balduíno; a juíza da 2ª Vara Cível e Empresarial de Parauapebas, Eline Salgado; o subcomandante do Corpo de Bombeiros, Waulison Ferreira Pinto; o comandante da Guarda Municipal, sargento Mendonça Lima; o major Sérgio Pastana, da PM; e os secretários municipais de Obras, Silvana Faria; de Assistência Social, Jorge Benício; e de Meio Ambiente, Dion Leno Alves.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.