O sistema de segurança de Parauapebas vai começar a criar um cerco no município, para diminuir o índice de roubo na cidade, principalmente de motocicletas, alvo preferido dos bandidos. A criação do plano de ação foi uma das deliberações da primeira reunião do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM), realizada no final da tarde de segunda-feira, 20, sob o comando do prefeito Darci Lermen.

Na reunião, foi exposta a situação do sistema de segurança pública em Parauapebas e o que pode e deve ser feito para que a população seja protegida da ação dos bandidos. “Estamos aqui com uma equipe grande, criando essa dinâmica para enfrentar realmente, com muita força, a criminalidade, a violência. Daqui, vai sair um bom resultado porque vamos atuar de forma pró-ativa pra resolver o problema da segurança em nossa cidade”, assegurou Darci Lermen.

Bom resultado porque o GGIM, ferramenta ligada ao Ministério da Justiça, é formado por representantes de todos os órgãos de segurança pública principalmente das esferas estadual e municipal. A missão é identificar alternativas de ações para prevenção e repressão ao crime e à violência de maneira mais efetiva e integrada. “Quanto mais força a gente conseguir, menor será a criminalidade. A intenção aqui é buscar o efetivo da Guarda Municipal, da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e todos os órgãos municipais para reduzir a violência”, atestou o delegado da Polícia Civil, Márcio Maio.

O secretário municipal de Segurança Institucional e Defesa do Cidadão (Semsi), Michael Gomes, endossa: a união das forças será a maior ferramenta de combate ao crime em Parauapebas. “A gente trabalhando em parceria, com todos os órgãos agindo em conjunto, vamos chegar a um resultado significativo em nosso município”.

Ficou definido na reunião que cada órgão vai montar um plano de ação para ser executado em curto, médio e longo prazos, a ser apresentado na próxima reunião do GGIM, agendada para 10 de março. Entre as ações haverá combate também ao crime ambiental. Daí que foram formadas duas câmaras temáticas: de Combate a Roubos e de Combate a Crimes Ambientais.

O prefeito Darci Lermen observa que cabe ao Governo do Estado investir na segurança pública, oferecendo mais condições às polícias de trabalhar para proteger a cidade. Se a prefeitura toma a frente das ações, frisa o prefeito, é porque não pode ficar de braços cruzados frente a um problema tão grande no município. “Nós, mais uma vez, vamos estar substituindo, em alguns aspectos, a ação do Governo do Estado, e ajudar a Polícia Militar, a Polícia Civil e demais órgãos aqui presentes para fazer segurança, com qualidade, para nosso povo”.

 

Da reunião desta segunda-feira, também participaram o vice-prefeito Sérgio Balduíno; a juíza da 2ª Vara Cível e Empresarial de Parauapebas, Eline Salgado; o subcomandante do Corpo de Bombeiros, Waulison Ferreira Pinto; o comandante da Guarda Municipal, sargento Mendonça Lima; o major Sérgio Pastana, da PM; e os secretários municipais de Obras, Silvana Faria; de Assistência Social, Jorge Benício; e de Meio Ambiente, Dion Leno Alves.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here