Em 2016, o município de Parauapebas esteve na iminência de um surto de dengue e de outras doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti. É o que mostram os dados do Levantamento Rápido do Índice de Infestação do Aedes Aegypti (Lira-a), que identifica a quantidade de larvas do mosquito que foi encontrada em imóveis da cidade.

Varias campanhas foram realizadas, como panfletagem, mutirões de limpezas nos bairros com maiores índices e focos do mosquito, além do carro fumacê e o apoio das câmeras de seguranças do sistema de videomonitoramento que foram utilizadas no combate ao aedes aegypti, os operadores ficavam responsáveis de identificar endereços de casas e terrenos em que tinha possíveis focos do mosquito e repassava as informações para a Semsa.

Em uma situação de  total abandono e descaso as fontes e locais que contem agua parada no município estão esquecidas pela Prefeitura Municipal de Parauapebas.

A praça do Cidadão de Parauapebas é o local perfeito para procriação do mosquito da dengue que transmite chikungunya, zika e dengue. A fonte de agua da praça está abandonada, sem manutenção e com agua parada há mais de 30 dias.

“Lutamos contra esses mosquitos, limpamos nossos quintais e a prefeitura o mínimo que devia fazer era limpar os órgãos públicos, no inicio do ano todo o Brasil gastou milhões em combate ao Aedes e agora que essa “praga” está controlada, a Prefeitura dar esse local a eles se reproduzirem” relata Ana Silva que trabalha em frente a praça do Cidadão e tem medo de pegar dengue novamente.

A equipe do Portal Noticias de Parauapebas enviou um email para a assessoria de comunicação da Prefeitura Municipal de Parauapebas solicitando respostas sobre o descaso que vive a fonte de agua da praça do cidadão, mas até o fechamento da matéria não obtivemos respostas.

Pablo Oliveira do Portal Noticias de Parauapebas

Comentários

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here