O Pará ficou no 20º lugar no ranking brasileiro de isolamento social no sábado (29), com taxa de 37,73% de pessoas se mantendo em casa para evitar a proliferação do novo coronavírus. Os dados foram divulgados no domingo (30), pela Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), por meio da Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal (Siac).

De acordo com o levantamento, ao analisar as cidades paraenses, os três melhores índices de isolamento foram nos municípios de Chaves (59,5%), Santa Maria das Barreiras (57,9%) e Pau D’Arco (55%). Já as cidades que mais desobedeceram a recomendação de ficar em casa, registrando um baixo índice de isolamento, foram Magalhães Barata (25%), Sapucaia (26,7%) e Rio Maria (26,9%).

O secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Pará, Ualame Machado, lembra que os cuidados devem ser mantidos. “Vivemos a flexibilização dos serviços, do comércio e, em breve, de volta às aulas, porém, o que não pode nunca deixar de seguir são as medidas de prevenção, como o uso do álcool em gel e as máscaras, por exemplo”, alertou.

REGIÃO METROPOLITANA DE BELÉM

Na capital paraense e em Ananindeua, foram registrados, respectivamente, os índices de 38,86% e 37,7%. Em Belém, incluindo os distritos, os bairros com as maiores taxas de pessoas em casa foram: Tenoné (54,5%), Maracangalha (48,5%) e Maracacuera (48%). Os que mais tiveram pessoas fora da residência foram: Val-De- Cães (15%), Pratinha (16%) e Praia Grande (23,1%).

Em Ananindeua, os melhores índices foram registrados nos bairros Águas Brancas (50%), Júlia Seffer (48,7%) e Cidade Nova VI (43,7%). Os piores índices foram registrados em Águas Lindas (28,3%), Curuçambá (28,3%) e Guanabara (30,8%).

Serviço: O percentual de isolamento dos 144 municípios paraenses e o monitoramento completo estão disponíveis em um espaço exclusivo sobre os índices no site da Segup.