“Não teremos mais radares móveis no Brasil”, diz Bolsonaro ao inaugurar trecho duplicado de BR

108
Brasília(DF), 17/06/2019 Presidente Jair Bolsonaro. Local: Salão do Palacio do Planalto. Foto: Igo Estrela/Metrópoles

O presidente Jair Bolsonaro participou, na manhã desta segunda-feira (12), em Pelotas, da cerimônia de inauguração de 47 quilômetros duplicados da BR-116, no sul do Estado. Em sua segunda visita oficial ao Rio Grande do Sul, o presidente chegou ao local da solenidade às 11h e foi saudado aos gritos incessantes de “mito” por apoiadores.

Durante seu discurso, o presidente falou que “está brigando na Justiça” para acabar com pardais e lombadas eletrônicas no país. Segundo ele, “vamos acabar com essa roubalheira”.

— A partir da semana que vem, não teremos mais radares móveis no Brasil — prometeu.

Cerca de 100 pessoas estavam posicionadas ao fundo da área estruturada para o evento. Um dos momentos de manifestação mais calorosa ocorreu na chegada do deputado estadual Zé Nunes (PT), recebido aos gritos de “fora PT” e “oportunista”.

A prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas (PSDB), aliada do governador Eduardo Leite, também foi alvo de vaias do público presente. Durante o discurso, apoiadores de Bolsonaro gritaram em coro “cala a boca” à chefe do Executivo municipal.

As vaias voltaram durante a manifestação do vice-governador do Estado, Ranolfo Vieira Jr., que representava Leite na cerimônia. Em sua fala, Ranolfo se desculpou pela ausência do governador, que cumpria agenda em São Paulo e também acabou sendo alvo de apupos por parte do público.

As manifestações hostis terminaram durante as falas dos ministros que acompanhavam Bolsonaro. O titular da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, afirmou que o governo federal colocou duas obras no Rio Grande do Sul entre as prioridades: a continuidade da duplicação da BR-116 e a ponte do Guaíba, prevista para ser inaugurada em abril de 2020.

Comentários