Um motorista de aplicativo de transporte foi acusado por uma passageira de ter se masturbado na frente dela durante uma viagem. O crime ocorreu na madrugada da última quarta-feira (27), no Distrito Federal.

De acordo com a vítima, ela e uma amiga chamaram o carro por meio de um app. Após a mulher descer, ele começou a fazer insinuações para a passageira que seguiu viagem no veículo.

Ela e a amiga trabalham em um bar até de madrugada e costumam usar o aplicativo quando acaba o expediente. Assim que a amiga desceu, o motorista fez a proposta para a cliente: ela não precisaria pagar a corrida caso ela mostrasse as pernas enquanto ele se masturbava. Ela negou o pedido.

Mesmo depois de ter recebido uma resposta negativa, o motorista continuou as investidas. Ele continuou se masturbando com a cliente dentro do veículo. O ato só acabou após o homem parar o veículo em frente à residência da vítima. Assim que chegou ao local, ele pediu desculpas à cliente e seguiu viagem.

o motorista será intimado nos próximos dias para prestar depoimento. (Portal Metropoles)