Dos 30 projetos que mais exportaram no Pará ao longo do primeiro bimestre deste ano, 13 são nomes da indústria extrativa mineral. A informação foi levantada com exclusividade pela Associação Paraense de Engenheiros de Minas (Assopem) junto ao Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). Considerados os empreendimentos da indústria de transformação mineral, como as metalúrgicas, a mineração reina absoluta, com mais da metade do portfólio de projetos megaexportadores.

A mineradora multinacional Vale ostenta sete empreendimentos no listão do poder. São suas as 1ª e 2ª colocações, personificadas juridicamente pelos projetos Ferro Carajás, em Parauapebas, e S11D, em Canaã dos Carajás, ambos os quais líderes na extração de ferro no país. Além de dominar mais de 75% das exportações de commodities do Pará, a Vale tem em Parauapebas um dos três projetos brasileiros mais valiosos, do ponto de vista comercial.

Em nível geográfico, Marabá e Barcarena são os municípios com mais projetos instalados entre os 30 maiores: três cada um. A capital paraense, por seu turno, só aparece na 26ª colocação, com a representação da Petrobras.

Confira o ranking preparado pela Associação Paraense de Engenheiros de Minas! (Assopem)

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here