MARCELO CATALÃO ABRE CAMINHOS ENTRE PARAUAPEBAS E A MEGA POTÊNCIA MUNDIAL CHINA

0
660

O que PARAUAPEBAS e a China podem ter em comum? Marcelo Catalão nos mostra que há   muito mais do que possamos imaginar,  com o apoio do Ministério da Pesca através do Ministro Helder Barbalho, este jovem empresário e empreendedor deu  início ao que pode ser um grande pacto rumo ao desenvolvimento de nossa cidade e região. E o que temos em comum?

De um lado temos  PARAUAPEBAS que experimentou um imenso crescimento em seus poucos anos de sua existência, mostrando suas potencialidades para se tornar um futuro polo de grande desenvolvimento, para muito além da produção de matérias primas através de nossas riquezas minerais, porém o crescimento não veio ainda acompanhado do desenvolvimento que nossa cidade e região necessitam e merecem desfrutar.

 Do outro lado temos a China, um dos maiores países do mundo, não apenas pela sua dimensão geográfica, mas também por sua grande importância no cenário internacional no que tange ao seu acelerado crescimento e desenvolvimento, PARAUAPEBAS E A CHINA são a prova concreta de que o trabalho em prol do crescimento pode trazer desenvolvimento, riqueza, prosperidade aos nossos povos.

 Em sua recente visita a Embaixada da República Popular da China em Brasília, representando o SIPRODUZ Marcelo foi recebido pelo Ministro WANG WEI, na oportunidade ele pôde conhecer e avaliar as muitas possibilidades existentes em futuras parcerias com empresas e organizações chinesas, ainda que pareça uma conversa preliminar, essa visita representa o inicio de um grande projeto que visa por PARAUAPEBAS em sua verdadeira vocação, ser um gigante da economia,  e grande promotora de desenvolvimento, tanto por suas riquezas, quanto pela produção de tecnologias,  de inovadoras e revolucionárias formas de produção, que é no mundo atual um dos principais instrumentos de promoção da prosperidade em muitos países desenvolvidos.

 Marcelo acredita que esta primeira visita abre um caminho para a concretização de grandes parcerias, investimentos em pesquisa, produção e novas tecnologias que possam conjuntamente promover a geração de empregos, ampliar as possibilidades para nossa população, nossos jovens e suas famílias, acreditando num futuro que prospecta muito mais do que exploração de recursos minerais. Marcelo identificou que esse tipo de ação política é fundamental para trazer investimentos em todos os níveis e finalmente colocar PARAUAPEBAS no caminho certo, um que amplie os horizontes de oportunidades para toda nossa gente.

 É uma ponte que foi criada, segundo Marcelo, o caminho para percorrê-la depende de ações fortes e concretas, de uma mente focada na necessidade de se acreditar no futuro sem abrir mão das tradições e das conquistas já realizadas por nosso povo, algo que ele constatou ao longo dessa visita à potência oriental, ele acredita que  é preciso muito trabalho e um olhar modernizante e enfatiza que estes  esforços  serão devidamente recompensados por meio de políticas que promovam a geração de um futuro promissor e rico, e conclui: “Hoje criamos uma ponte, cabe a nós e ao nosso povo, percorrê-la com sabedoria e competência para que possamos ser uma grande potência regional num futuro bem próximo, se quisermos, é o que seremos ”.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.