Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Início Notícias Ligações clandestinas na rede elétrica podem causar acidentes fatais

Ligações clandestinas na rede elétrica podem causar acidentes fatais




Só em 2019, de acordo com dados da Celpa, foram registrados 08 acidentes envolvendo a rede elétrica em todo o Pará. Desse total, seis foram fatais e as causas estão diretamente relacionadas a procedimentos irregulares na fiação energizada. Em Belém, foram duas mortes recentes e outras quatro fatalidades aconteceram em cidades como Castanhal, Mojuí dos Campos, Cachoeira do Arari e Muaná.



As intervenções por pessoas despreparadas e não autorizadas na rede de distribuição de energia elétrica é o principal causador de acidentes, na maioria das vezes essas intervenções ocorrem para realização de ligações irregulares. A distribuidora reforça que o furto de energia são procedimentos irregulares e que geram prejuízos a toda a sociedade, como interrupções no fornecimento e oscilações no nível de tensão. As ligações da rede elétrica só podem ser feitas pelos eletricistas da Celpa que são treinados e autorizados para realizar os serviços.




De acordo com o executivo da área de Serviços Técnicos Comerciais da Celpa, Pabllo Ricardo, a rede elétrica jamais deve ser manuseada por pessoas leigas no assunto. “Somente profissionais treinados e habilitados devem manusear a rede elétrica. A eletricidade é algo perigoso, que devemos ter todo o cuidado possível para evitar acidentes. Nós lamentamos esses acidentes e reforçamos que se deve manter distância da rede de distribuição”, orienta o executivo.

Combate ao furto – Somente em 2019, a Celpa já normalizou cerca de 42 mil instalações em situação de irregularidade no Pará. O furto de energia é uma ação criminosa e quem o pratica pode ser enquadrado em dois artigos do Código Penal Brasileiro: o 155 (furto), parágrafo 3º, que tem como pena prevista 1 a 4 anos de reclusão; e o 265, que trata de atentado contra a segurança de serviço de utilidade pública e prevê pena de reclusão de 1 a 5 anos.

ORIENTAÇÕES – Buscando informar ainda mais sobre segurança, a Celpa aproveita para reforçar que em casos de acidentes, o local deve ser imediatamente isolado, para que não haja aproximação de pessoas. E enquanto a energia não for desligada, não se deve retirar objetos ou pessoas que estejam em contato com fios. Nesses casos, é preciso acionar imediatamente o Corpo de Bombeiros, por meio do número 193, e a Celpa, pelo número 0800 091 0196.




Comentários

Must Read

Com vagas em Parauapebas, Senac abre processo seletivo para 5 municípios paraenses; confira!

Estão abertas as inscrições para os processos seletivos destinados a contratação de empregados para as unidades em Belém, Ananindeua, Castanhal, Marabá e Parauapebas do...

TIM expande no Norte e planeja abrir 23 lojas até fim de 2019

A TIM está em busca de parceiros comerciais no Pará. O interesse e objetivo da companhia é ampliar o número de lojas da marca...

Vereador Braz sugere emissão gratuita de CPF através do SAC de Parauapebas

Para assegurar cidadania aos moradores de Parauapebas, o vereador Ivanaldo Braz Silva Simplício (sem partido) pediu ao Poder Executivo que viabilize a gratuidade da...

Hospital Municipal de Curionópolis retomará atendimento

O Hospital Municipal Elcione Barbalho, localizado em Curionópolis, está recebendo os últimos equipamentos para retomada do seu funcionamento. A data já está definida, a...

Partage Shopping Parauapebas terá programação especial de São João

O Partage Shopping Parauapebas realizará uma série de atrações juninas especiais neste mês. Durante todas as quartas-feiras, às 19h, o empreendimento promoverá o Karaokê...

Comentários