Com o objetivo de ampliar os investimentos no abastecimento, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Parauapebas (Saaep) realiza diariamente o cadastro de empresas e residências, além da instalação de hidrômetros. Por outro lado, para garantir água tratada à comunidade, o órgão precisa suspender o fornecimento para os consumidores inadimplentes, visto que a inadimplência já chega aos R$ 16 milhões de reais.

Segundo o órgão são investidos cerca de 3 milhões de reais por mês para levar água tratada aos imóveis da cidade, destes, 600 mil reais são apenas para o pagamento da conta de luz.

De acordo com o diretor executivo do Saaep, José de Fátima, os usuários que pagam as contas de água contam com vários benefícios. “Quando o usuário mantém as contas em dia, ele garante que os investimentos e manutenções no sistema aconteçam sempre que necessário, garantindo, também, a água na torneira. Dessa forma, quem não paga a conta de água acaba prejudicando toda a população”, disse.

A comunidade que está em dia ainda pode usufruir da taxa mínima dos serviços, solicitar a limpeza de fossa por apenas R$ 18,00 (particulares cobram cerca de R$ 100,00), além de tirar as contas pela internet, requerer o débito automático em conta e usar o 08000950001, inclusive através do celular.

Já o não pagamento das contas de água implica na interrupção do fornecimento até a quitação ou negociação do débito e inclusão do nome do responsável no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC).

Outro problema enfrentado pelo Saaep é em relação à violação dos cortes e dos hidrômetros instalados pelo órgão. “Executamos o corte, os usuários religam por conta própria, fazemos o corte novamente e acabam religando de novo. Essa situação gera multa e poderá implicar até mesmo no registro de um boletim de ocorrência”, ressalta Jeonas Gonçalves, encarregado do Saaep.  “É importante que os inadimplentes quitem seus débitos, pois estamos trabalhando de forma intensa na melhoria do serviço”, completou Jeonas.

Usuários que violam o corte terão que pagar uma multa no valor de R$ 118,00, e violações encontradas nos hidrômetros geram multa no valor de R$ 156,00 para o usuário, conforme decreto nº 619, de 17 de dezembro de 2009.

Para quitação ou negociação do débito, o usuário precisa ir ao Saaep, que fica localizado na Rua Rio Dourado, s/n, bairro Beira Rio I.

 

Texto: Sara Nascimento / Fotos: Irisvelton Silva

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here