Parauapebas contará com complexo SESI/SENAI

0
283

O lançamento da pedra fundamental do Complexo SESI/SENAI, que será construído em Parauapebas, foi realizado nesta quarta-feira (11), no bairro Parque dos Carajás II. Uma área de 55.556 m² foi doada pela Prefeitura para a construção do empreendimento que vai beneficiar a comunidade em geral. O evento contou com a presença de uma comitiva da Federação da Indústria do Estado do Pará (FIEPA).

 

“Em 2013 estive com minha equipe de governo na FIEPA e eles me disseram que haviam realizado 10 reuniões com a gestão passada para conseguir a área para construção do complexo SESI/SENAI, mas sem sucesso. Por entender a importância dessa grande obra para nossa cidade, firmei o compromisso de providenciar o terreno e hoje a pedra fundamental desse grande empreendimento está sendo lançada”, destacou o prefeito Valmir Mariano.

“A doação da área está dentro da legalidade, a Câmara contribuiu para isso. O SENAI já é parceiro da Prefeitura na capacitação de mão-de-obra local e acredito que essa parceria será ampliada”, informou Ivanaldo Braz, presidente da Câmara de Vereadores.

“É um momento ímpar, passamos dois anos resolvendo as questões burocráticas para realizar esse processo da doação da área dentro da legalidade, e agora, podemos começar a executar nosso projeto. O sistema FIEPA fará de tudo para dotar Parauapebas e região com um ensino profissionalizante de qualidade”, frisou o presidente da FIEPA, José Conrado.

“Com essa estrutura que construiremos aqui, temos certeza, de forma contundente que o SENAI vai fomentar ainda mais o desenvolvimento local”, disse o diretor do SENAI, Dário Lemos.

Estrutura e capacidade de atendimento

Mais de 15 mil pessoas, entre estudantes e trabalhadores da indústria, serão atendidas anualmente  pelas futuras instalações das unidades do SESI e SENAI no município de Parauapebas.

Na estrutura que será construída funcionarão unidades administrativas e operacionais do SESI, contemplando escola com padrão arquitetônico sustentável, espaços de atendimento em qualidade de vida, esporte e lazer para o trabalhador da indústria e seus dependentes.

“O SESI não possui atualmente unidade operacional para atender a região. Com a construção das nossas instalações aqui em Parauapebas, nossa meta é de mais de 70 mil atendimentos nos próximos cinco anos”, comenta diretor do SESI, José Olímpio Bastos.

Também será erguida uma ampla escola de ensino profissional do SENAI com 20 salas de aulas e 15 laboratórios envolvendo os cursos já ofertados pelo órgão nesta região. “Teremos capacidade para atender até mil alunos e também vamos incluir novas capacitações nas áreas de Usinagem, Mecânica de Automóveis, Alimentos e Joalheria”, destaca Dário Lemos.

Serão investidos mais de R$ 48 milhões na construção da obra, prevista para iniciar em seis meses e com previsão de conclusão para os próximos dois anos. Neste montante, R$ 22.635.872,14 serão aportados pelo SESI, sendo R$ 18.108.697,71 pelo departamento nacional e R$ 4.527.174,43 pelo departamento regional; e R$ 25.801,00,00 serão investidos pelo SENAI, sendo 20 milhões pelo departamento nacional e R$ 5 milhões pelo departamento regional.

Polo

O município de Parauapebas é um relevante centro do trabalhador da indústria no Pará. Esta região apresenta grande potencial de crescimento para os próximos anos em setores econômicos como a mineração, construção civil, energia, alimentos e bebidas.

Parauapebas possui o maior índice do Produto Interno Bruto (PIB) do Estado e foi o município que apresentou o maior superávit comercial do Brasil em 2013 (aproximadamente 10 bilhões de dólares). O mercado local apresenta grande potencial de crescimento, reunindo atualmente 462 estabelecimentos industriais e 113 mil trabalhadores e dependentes.

Entre os grandes projetos industriais da região está o Ferro Carajás S11D, que visa à expansão da produção de minério de ferro na região de Parauapebas, no município de Canaã dos Carajás, e irá gerar 30 mil empregos e 2.600 postos de trabalho permanentes, cujo potencial mineral está estimado em 12 bilhões de toneladas com o incremento de 90 milhões de toneladas de minério de ferro ao ano e investimentos previstos na ordem de 44 bilhões de dólares.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui