Esposa de ex-vereador de Parauapebas é presa acusada de falsificação de documento

1259

Três pessoas foram presas pela Polícia Civil de Parauapebas sob acusação de falsificação de documentos públicos, estelionato e associação criminosa.

Lindinalva Nascimento da Silva, Valdina Nascimento da Silva e Claudisbete Nascimento da Costa continuam à disposição da justiça e de acordo com a delegada Yanna de Azevedo, diretora da 20ª Seccional de Polícia Civil, eles são responsáveis pelo Instituto IMEP em Parauapebas, que ofertava diversos cursos profissionalizantes.

Após a formação, estudantes precisaram autenticar os diplomas, mas receberam a negativa do cartório, que alegou que os documentos eram falsos. “Os profissionais apreenderam os documentos falsos e os estudantes, se sentindo lesados, vieram à Delegacia, onde prestaram a queixa via Boletim de Ocorrência”, informou a delegada.

Houve uma intensa investigação policial, e no início desta semana, por meio de mandados, a Polícia Civil realizou buscas nos endereços dos presos.

Em conversa com a reportagem, o ex-vereador Lidemir Alves da Soledade, que chegou a assumir a cadeira por ser suplente da vereadora Luzinete Rosa, na Câmara de Parauapebas em 2015 e é esposo de uma das envolvidas, explicou que o diploma é cedido por outro centro de educação. “Vamos tentar explicar tudo isso, os diplomas vêm de fora”.

Comentários