Trending News

Blog

Eleitores de Parauapebas e de mais quatro municípios ignoram cadastro biométrico
Notícias

Eleitores de Parauapebas e de mais quatro municípios ignoram cadastro biométrico

Nos municípios de Parauapebas , Afuá, Bragança, Canaã do Carajás e Tracuateua, onde o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Pará tem realizado a revisão biométrica para o biênio 2015/2016, mais de 250 mil eleitores ainda não atenderam ao chamado da Justiça Eleitoral. Conforme as estatísticas divulgadas pelo TRE, em sua página na internet (endereço http://www.tre-pa.jus.br/eleitor/recadastramento-biometrico/estatistica-da-revisao-biometrica) até o final da manhã de ontem, o número de pessoas nesses municípios que haviam se cadastrado no novo sistema girava em torno de 35 mil. Ao todo, 13 municípios do Pará estão no cronograma de recadastramento biométrico para o biênio 2015/2016. São eles Afuá, Bragança, Tracuateua, Parauapebas, Canaã dos Carajás, Santarém, Mojuí dos Campos, Belterra, Marituba, Primavera, São João de Pirabas, Quatipuru e Ponta de Pedras. Somando com as cidades de Ananindeua, Curuçá, Terra Alta, Paragominas, Barcarena, Castanhal, Capitão Poço, Capanema e Peixe-Boi, cujos eleitores já fizeram a revisão, o Pará deverá totalizar de 600 a 700 mil pessoas cadastradas no programa, o que representará 12% do eleitorado.

Em Afuá, o recadastramento se encerra no dia 29 de agosto. Bragança e Tracuateua farão a revisão biométrica até 28 de novembro e Parauapebas e Canaã dos Carajás até 19 de dezembro. No dia 1º de julho, a revisão biométrica se inicia em Santarém, Mojuí dos Campos e Belterra, seguindo até 26 de março do ano que vem. Depois será a vez de Marituba (de 05/08/2015 a 19/12/2015) e Primavera e São João de Pirabas e Quatipuru (de 02/09/2015 a 12/12/2015). O TRE irá recadastrar os eleitores de Ponta de Pedras no período de 26 de agosto a 28 de novembro de 2015.

O recadastramento é obrigatório a todos os eleitores desses municípios. Aqueles que não fizerem, terão o título cancelado. O Programa de Identificação Biométrica tem como objetivo dar mais segurança à identificação do eleitor no momento da votação. Durante o cadastramento ao novo sistema, é coletada a assinatura (digitalizada), foto e impressões digitais dos dez dedos das mãos.

O TRE vem aconselhando os eleitores dessas cidades a não deixarem para última hora e, assim, evitarem transtornos a exemplo do que aconteceu ano passado em Ananindeua. Apesar de toda propaganda da Justiça Eleitoral pedindo que os eleitores fizessem a revisão biométrica, muitos moradores do segundo maior município da Região Metropolitana de Belém procuraram o órgão nos últimos dias do prazo e por isso tiveram que enfrentar uma grande fila e suportar horas de espera até que o atendimento pudesse ser feito, mesmo com toda a estrutura especial montada para atender a demanda.

Com informações TRE-PA

Related posts

Deixe uma resposta

Required fields are marked *