Parauapebas: Feira Internacional de Mineração terá palestras sobre desenvolvimento, tecnologia e manutenção

0
327

Quem deseja se atualizar e conhecer as últimas novidades sobre o setor de mineração, terá uma ótima oportunidade a partir da próxima semana. Entre os dias 23 e 26 de novembro acontecerá a EMINA, Feira Internacional de Mineração de Parauapebas, na região da Serra dos Carajás. Considerada a maior província mineral do mundo, a cidade vai reunir grandes fornecedores e as principais mineradoras.

Além da exposição, o evento terá também uma agenda completa de cursos, palestras e trabalhos técnicos com importantes nomes do setor, como Adnan Demachki, secretário de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia do Estado do Pará; José Luiz Amarante, diretor do Departamento de Transformação e Tecnologia Mineral, da Secretaria de Geologia, Mineração e Transformação Mineral, do Ministério de Minas e Energia (DTTM/SGM-MME); e José Augusto Vieira Costa, analista de Infra Estrutura do Ministério de Minas Energia.

A sala de palestras oferecerá três cursos, todos ministrados por doutores e com carga horária de oito horas. Os dois primeiros acontecerão em duas etapas, com quatro horas cada. Nos dias 23 e 24 de novembro, das 13h às 17h, Antonio Sílvio Jornada Krebs, Dr. em Geologia da Associação Beneficente da Indústria Carbonífera de Santa Catarina (SATC) vai falar sobre a “Utilização do Drone para Elaboração de Projetos de Mineração”. Na sequência, das 17h às 21h, será a vez do Dr. Joel Buenano Macambira, professor associado da Universidade Federal do Pará (UFPA), abordar o tema “Formações Ferríferas”.

No dia 25 de novembro, das 13h às 21h, a doutora em Ecologia e bióloga, Edilane Rocha-Nicoleite, da SATC, ministrará “Recuperação de áreas degradadas”. O objetivo é apresentar os componentes essenciais para manutenção de funções ecológicas, com ênfase na cobertura vegetal e recursos bióticos relacionados a regeneração florestal.

Já o auditório contará com a apresentação de palestras e trabalhos técnicos. No dia 23, por exemplo, a sessão começa com José Augusto Vieira Costa, analista de Infraestrutura do Ministério de Minas Energia. A partir das 13h, ele irá falar sobre o “Projeto de instalação de zona de processamento e tecnologia mineral”, uma ação da Secretaria de Geologia, Mineração e Transformação Mineral para a instalação dessas zonas em áreas potenciais ou de relevante interesse mineral no Brasil.

Depois, das 14h30 às 15h30, será a vez do Dr. Joel Buenano Macambira, professor associado da UFPA, abordar a “Geologia da Formação Carajás”. Às 16h30, o espaço receberá o trabalho técnico de Rodrigo Hayashida, consultor Sênior da HATCH, sobre “Otimização Integrada de Mina a Planta, para Aumento de Rentabilidade e Sustentabilidade de Operações”.


            As palestras voltam a ser destaque às 17h30, com Rogério Barcellos, que vai falar sobre “B&A Mineração”. Na sequência, às 18h30, “Técnicas Preditivas e Análise Econômica Aplicadas na Gestão de Ativos para Motores Alternativos”, será proferida por Luiz Moreira, gerente Regional de Vendas da Windrock. No começo da noite, às 19h30, a sessão termina com Urbano Lopes, diretor da Separ Filter, que apresentará o trabalho técnico “Tratamento de Combustível”.

No dia 24 de novembro, às 14h, os trabalhos recomeçam com a apresentação “Telemetria Aplicada em Equipamentos Fora de Estrada”, de Davison Fagundes Portes, supervisor Manutenção Preditiva da Vale – Unidade Salobo Metais. A partir das 15h, Romeu Kleinubing, Online Systems Sales director da Emerson Automation Solutions, vai ministrar a palestra “Automação e análise remota de equipamentos críticos de mineração”.

            Às 16h, Fernando Lescovar Neto, diretor Técnico da SGS do Brasil, vai apresentar o trabalho técnico “Aspectos Práticos sobre Produtividade e Qualidade na Manutenção Mecânica Industrial”. Depois, às 17h30, José Luiz Amarante, diretor do Departamento de Transformação e Tecnologia Mineral, da Secretaria de Geologia, Mineração e Transformação Mineral, do Ministério de Minas e Energia (DTTM/SGM-MME), vai abordar as “Perspectivas e Desafios para o Setor Mineral Brasileiro”.

Já no começo da noite, às 19h, Adnan Demachki, secretário de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia do Estado do Pará, vai abordar o tema “Pará 2030”, um programa de planejamento estratégico desenvolvido pelo governo estadual para melhorar a renda da população paraense. Por fim, Davison Fagundes Portes, supervisor Manutenção Preditiva da Vale – Unidade Salobo Metais, volta às 20h para apresentar o trabalho técnico “Telemetria Aplicada em Equipamentos Fora de Estrada”.

No dia 25 de novembro, às 14h, o auditório da EMINA receberá a palestra de Maurício Domingues Moreira, que irá falar sobre “Revitalização das Atividades Minerais na Região de Curionópolis”. Por volta das 15h, será a vez de Wander Jose Nepomuceno, Secretário de Desenvolvimento da Prefeitura Municipal de Parauapebas, abordar o tema “Histórico e Evolução da Industria Mineral em Parauapebas”.

Já às 16h15, Lais Andrade, engenheira de Processo da Haver & Boecker, ministrará a palestra “Pro-Deck: Solução Inovadora para aumentar a produtividade, maximizar resultados e gerar economia”. Na sequência, às 17h30, Erica da Solidade Cabral, da UFPA, vai mostrar seu trabalho técnico sobre “Geologia e Petrografia de Formações Ferríferas Associadas a Cavernas da Serra Sul, Carajás-Pa”.

No final da tarde, às 18h15, “Técnica Análise de Vibração como Ferramenta de Diagnóstico de Problemas em Injetores de Combustível em Carregadeiras” é o assunto do trabalho técnico de Luiz Fernando Araujo, analista Operacional Senior da Vale – Unidade Salobo Metais. Encerrando o dia, às 19h, Emanoel Nazário, Especialista em Gestão de Desempenho da Vale, ministrará a palestra “Contribuição da Mineração para o Desenvolvimento dos Municípios”.

Para poder acompanhar toda a programação, o visitante precisará de uma Credencial para o Congresso, que tem valor de R$ 50,00. Essa credencial pode ser comprada também até o dia 23 de novembro. Depois desta data, ela só poderá ser adquirida na porta do evento, ao custo de R$ 80,00 reais cada.

Vale lembrar que, independentemente do tipo de credencial, os interessados devem se cadastrar também por curso, palestra ou trabalho técnico. Esta é a única forma de garantir a entrada em cada evento paralelo, pois as vagas são limitadas. A programação completa da Emina pode ser conhecida acessando o endereço https://formulae.co/agenda/.

A Feira Internacional de Mineração de Parauapebas acontecerá no Clube de Aeromodelismo da cidade, na rodovia PA 160, na altura do KM 13. Para facilitar o acesso de todos, Vans farão o traslado gratuito entre o local da feira, os hotéis e o aeroporto. Quem tiver interesse em saber mais, pode encontrar outras informações em www.emina.show.

Evento

 

EMINA – 1a. Feira Internacional de Parauapebas.

Data: de 23 a 26 de novembro de 2016

Local: Clube de Aeromodelismo de Parauapebas

Endereço: Rodovia PA 160, na altura do Km 13, próxima a empresa Della Volpe e antes da linha ferroviária, na zona rural da cidade.

Outras informações: www.emina.show

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui