Seis alunos da rede municipal de ensino de Parauapebas participam da etapa estadual da Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro. A olimpíada, que este ano está em sua 5ª edição, mais uma vez traz o tema “O lugar onde vivo” e disponibilizou a alunos do ensino fundamental a inscrição em três gêneros: poemas, crônicas e memórias literárias.

Foram mais de 8 mil textos produzidos em 21 escolas municipais. Destes, três – um de cada gênero – foram selecionados pela comissão escolar, em seguida pela comissão julgadora municipal, que selecionou os dois melhores textos de cada gênero para enviar à etapa estadual.

Os alunos classificados à etapa estadual são: Waléria Diniz Santos (Escola Jozias Leão) com a crônica “O Lugar”; Vitória de Oliveira Santos (Escola Doroty Stang) com a crônica “Assalto”; Kauan Kevem Sousa Farias (Escola Fernando Pessoa) com o poema “Sabores do meu lugar”; Yasmin Borges dos Santos (Escola 18 de Outubro) com o poema “Meu singelo cenário”; Michelly Kamilly Borges Azevedo (Escola Antônio Vilhena) com a Memória Literária “Meus tempos de Maria-chão”; e Kayky Rishard da Silva Monteiro (Escola Fernando Pessoa) com “Memórias de um professor”.

BEM ELABORADOS

Dentre as 21 escolas municipais que participam da competição, a Escola Municipal de Ensino Fundamental Fernando Pessoa é destaque com dois alunos inscritos para a etapa estadual: Kayky Rishard e Kauan Kevem.

Segundo Kécia Maria Paixão dos Santos, professora de Língua Portuguesa dos dois alunos, o acompanhamento realizado por ela às turmas e a dedicação deles contribuíram para esse feito. “Trabalho há três anos na escola e tem alunos que eu acompanho desde o 6º ano, então já conheço as turmas e a dificuldade de cada aluno, o que facilita o trabalho. Além do mais, os alunos são participativos e dedicados, são alunos que oferecem o melhor de si”, enfatiza Kécia, ao mencionar que a participação das famílias também contribuiu com o sucesso dos alunos e que eles estão vivenciando uma experiência ímpar.

Kauan Kevem Sousa Farias, 11 anos, aluno do 6º ano, autor de “Sabores do meu lugar”, usou a imaginação. “Não conheço a Feira do Produtor, mas queria falar e divulgar um pouco da nossa cultura e escolhi as comidas típicas encontradas na feira para isso. Pesquisei, fiz entrevistas e usei a imaginação para produzir o poema”, confidencia.

A inspiração para a produção de Kayky Rishard da Silva Monteiro, 12 anos, estudante

do 8º ano, veio de uma amizade de alguns anos com o vice-diretor da escola. “Conheço o professor Eudes desde que ele trabalhava na escola em que eu estudava anteriormente. Sempre gostei de conversar, e ele se tornou um exemplo para mim. Queria que outras pessoas pudessem conhecer um pouco de sua história através do meu texto.”

Para o vice-diretor da escola Fernando Pessoa, Antônio Eudes Santos, ter colaborado com a produção do estudante é motivo de orgulho. “Trabalho na área educacional há 30 anos e sempre procurei fazer um bom trabalho. O Kayky, desde que nos conhecemos, sempre me procurou para conversarmos, e eu o orientei e aconselhei utilizando minhas experiências. Fiquei muito feliz com o resultado do trabalho dele. Trata-se de um texto muito bem elaborado, feito com carinho e muita responsabilidade”, observa o educador.

O resultado da etapa estadual deve sair na próxima semana, pois a comissão julgadora tem 16 dias para fazer a avaliação das produções.

Texto/Fotos: Messania Cardoso

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here