Com mais de 1.400 m2 de área a Policlínica de Parauapebas foi inaugurada nesta quarta-feira (22) e agrega em um só lugar diversos serviços especializados de média complexidade em saúde, que vai beneficiar a população da cidade e toda a região de Carajás.

“Logo que assumimos a gestão do município, tínhamos um alto índice de atendimentos de saúde em decorrência de acidentes de trânsito. Por isso, implantamos o SAMU e depois a UPA para realizar o atendimento emergencial nesses casos. Agora inauguramos a Policlínica que vai contribuir no processo de reabilitação e recuperação desses pacientes acidentados”, destacou o prefeito Valmir Mariano, informando que paralelo aos investimentos na saúde seu governo também atuou forte na mobilidade urbana o que resultou em uma queda de 70% no número de acidentes de trânsito.

“Não temos como retroagir, já avançamos muito e a entrega da Policlínica é prova disso, quantos pacientes no passado precisavam ser encaminhados para tratamento com especialistas fora do município? Essa realidade muda com a oferta de uma gama de serviços especializados na Policlínica”, informou Juranduy Soares Granjeiro. “Esta grande obra é a efetivação e a continuidade de um trabalho diferenciado que esta gestão tem realizado na área da saúde”, destacou o vereador Bruno Soares.

Atendimento na Policlínica

Na Policlínica são ofertas: consultas médicos médicas em 17 especialidades, realização de exames, pequenas cirurgias, reabilitação física e neurológica, disponibilização de medicamento de alto custo e atendimento à gestação de alto risco. Ao todo 66 profissionais atuam no estabelecimento de saúde.

Os atendimentos na Policlínica serão regulados, por tanto, o agendamento deve ocorrer via Unidade Básica de Saúde. No estabelecimento de saúde não se executa serviços de emergência e nem é disponibilizada internação, apenas cuidados de saúde em regime ambulatorial, podendo incluir atendimento de pequenas cirurgias de carácter ambulatorial, mas não oferece serviços cirúrgicos de média e grande complexidade e não permite a prestação de cuidados pré e pós-operatórios, nem de cuidados intensivos.

Programas desenvolvidos na Policlínica

O Programa de Alergia à Proteína do Leite de Vaca (APLV) e Programa de Intolerância à Lactose (PIL), que disponibiliza atendimento com o pediatra específico, cadastro no programa e dispensação de leites especiais, funcionará a partir de agora na Policlínica, assim como o Programa de Estimulação Precoce que está sendo implantado no município graças à estrutura dessa nova unidade de saúde.

Neste último programa, crianças que eram atendidas pela Apae, serão beneficiadas com um atendimento completo e multiprofissional composto por uma equipe formada por: Fisioterapeuta, Terapeuta Ocupacional e Fonoaudiólogo. A capacidade de atendimento desse serviço, neste primeiro momento, é de aproximadamente 40 crianças por mês.

Pacientes adultos que necessitarem de reabilitação física também serão atendidos na Policlínica com reabilitação de traumas e doenças ortopédicas em geral, garantindo assim melhor qualidade de vida e saúde. Para este serviço será oferecida uma média de 2.000 atendimentos por mês.

Consultas e exames

Mensalmente serão ofertadas mais de 4.000 consultas nas seguintes especialidades: Nefrologista; Endocrinologista; Oftalmologista; Cardiologista; Ortopedista; Mastologista; Pneumologista; Otorrinolaringologista; Urologista; Gastroenterologista; Cirurgião Geral; Psiquiatra; Angiologia; Dermatologista; Reumatologista; Neurologista; Proctologista. Além disso é ofertado atendimento especializado em odontologia, bucomaxilo, fonoaudiologia e psicologia infantil. Com relação aos exames, só em ultrassonografias, serão disponibilizados 913 vagas mensais.

Ampliação do atendimento oftalmológica

Hoje os serviços de oftalmologia realizados produzem cerca de 40 diferentes tipos de procedimentos e quatro tipos de cirurgias ambulatoriais, atendendo um público de aproximadamente 1.200 usuários por mês.

Com a inauguração da Policlínica de Parauapebas e a ampliação do espaço para a realização das cirurgias ambulatoriais especializadas, estima-se realizar mais de 150 cirurgias oftalmológicas mensalmente, dentre elas: Facoemulsificação (Cirurgias de Catarata), Tratamento Cirúrgico de Pterígio (Carne Crescida), Trabeculectomia, Vitrectomia Anterior e Posterior Simples, Cirurgia de Glaucoma, Estrabismo, Tumor Conjuntival.

Texto: Karine Gomes

Fotos: Anderson Souza

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here