Primeira fase do Residencial Vila Nova vai beneficiar 230 famílias de menor renda

0
348

Oriundas de áreas de risco de Parauapebas, 650 famílias de menor renda do município já selecionadas para o Residencial Vila Nova vão receber nos próximos meses a tão sonhada casa própria. Localizado ao lado do Residencial dos Minérios, na divisa com o bairro Cidade Jardim, o Vila Nova é desenvolvido pela Prefeitura de Parauapebas, em parceria com o Governo Federal.

A primeira fase do projeto, que compreende 230 unidades habitacionais, será entregue no mês de maio. A dona de casa, Raislane Ferreira Barros, que aguarda há algum tempo pela casa própria, não vê a hora de receber a moradia. “A minha expectativa é muito grande para entrar na minha casa. Tenho dois filhos e a gente sempre sonha em ter um cantinho”, diz. Quem também aguarda com muita expectativa pela entrega do empreendimento é a dona de casa, Rafaela de Jesus Neves da Silva. “Não vejo a hora de sair do aluguel, de poder dormir na minha casa sossegada”, almeja.

O Residencial Vila Nova é um projeto do Programa Minha Casa Minha Vida, Faixa I, que abrange famílias com renda mensal de até R$ 1.600,00. Nesse empreendimento, a Prefeitura de Parauapebas promoveu melhorias na infraestrutura e no paisagismo da obra. O empreendimento dispõe de unidades habitacionais de 41,42 m2.

“O Residencial Vila Nova é muito bem localizado. As famílias irão morar num lugar que já está bem estruturado, com equipamentos comunitários prontos, com uma estrutura de unidade de saúde bem perto do empreendimento”, destaca a secretária de Habitação, Eliane de Andrade Corrêa.

Assinatura dos Contratos

Nos dias 29 e 30 de março, a Secretaria Municipal de Habitação (Sehab) e representantes da Caixa Econômica Federal, de Marabá, colocaram à disposição das famílias selecionadas para o Residencial Vila Nova os contratos das moradias. A assinatura dos documentos ocorreu no Centro de Desenvolvimento Comunitário do Alto Bonito, na PA-160, local escolhido para atender adequadamente e com comodidade as famílias. Conforme planejamento da Secretaria Municipal de Habitação, após a assinatura dos contratos, as famílias farão o check-list das unidades habitacionais, no sentido de verificar se o imóvel está em condições adequadas para moradia.

Texto: Jéssica Borges

Fotos: Arquivo/Irisvelton Silva

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.