Tudo indica que o fantasma da falência continua apavorando os empresários em Marabá. O início de ano vai ser nada fácil para os funcionários da Loja Marisa, que fica no Shopping Pátio Marabá, situado ao longo da Rodovia Transamazônica (BR-230), em frente à Faculdade Metropolitana. Na manhã desta quinta-feira (31), véspera de ano novo, os trabalhadores estavam fechando as portas do estabelecimento.

Possivelmente, toda a rede Marisa que está fechando vai vender a marca dentro das outras lojas.

Vale lembrar que outras franquias já tiveram o mesmo desfecho no Shopping. Segundo o secretário geral do Sindicato dos Empregados no Comércio de Marabá e Sul do Pará (Sindecomar), Ismael Veloso de Castro, pelos menos quatro lojas encerram as atividades ainda em 2015.

Entre elas estariam as lojas Mel Calçados e Manga Rosa.

Nesse clima de assustar os bolsos, há boatos que ecoam além dos fatos. E entre eles estão que as lojas do piso L3, “as de ricos”, foram as primeiras a abrir falência, e que um dos motivos para o “grana que não entra” seria que Marabá está ficando cada vez mais pobre, porque não tem nada que gera dinheiro.

Há quem se desespera e já fala aos quatros cantos da cidade que “o shopping todo” vai fechar. Acalme-se!

Agora, embora Marisa tenha o reconhecimento do público pelas roupas com preço acessível e de qualidades, esse episódio traz à tona algumas circunstâncias que dificultam a atuação do pequeno e médio empreendedor. E que pode ou não ser o caso da Marisa.

Por exemplo, as lojas do shopping fecham porque o aluguel é muito caro. Mesmo em pontos pequenos a mensalidade chegar a custar perto de 13 mil reais. É osso mesmo!

Outro dado é que as grandes lojas do Pátio, que são chamadas de âncoras, não pagariam aluguel, uma vez que elas trazem prestígio e clientes. Será? Sendo este o caso, com menos lojas pequenas e médias abertas, a administração vai estar com abacaxi enorme pra descascar. Vão cobrar de quem, ham?

Um último probleminha, não raro de acontecer nessas empresas. A Marisa também estaria pagando por várias multas ocasionadas por trabalho escravo, não só de brasileiros como o de migrantes. Se for verdade, a vergonha de fechar é pouca. E cadeia o correto!

Fonte/Foto: Portal Canaã

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here