Ontem 9, na Sessão Ordinaria na Camara Municipal de Parauapebas, foi instalada a CPI da saúde que visa exigir investigação das contas da SEMSA- Secretaria Municipal de Sáude, tendo seu gestor o Secretario Romulo Pereira, no qual vem recebendo varias criticas da população e dos Edis.

Após um Sessão Ordinaria conturbada, cinco vereadores passaram a caneta e instauraram a Comissão Parlamentar de Inqueritos (CPI), Os vereadores Charles (SDD), Pavão (SDD), Eliene Soares (PT), Arenes (PT) e Bruno Soares (PP) foram os que assinaram a favor da CPI.

O Legislativo visa conduzir investigação numa suposta compra irregular de contraceptivos, vacinas contra HPV, dentre outros medicamentos, que custaram aos cofres públicos aproximadamente R$ 7.6 milhões.

Os cinco vereadores tambem mecionaram no uso da tribuna que tambem irão fazer investigações na SEMURB, por conta da coleta de lixo da cidade, na SEDUC, por conta do transporte, na ASCOM, pelos valores exorbitante gastos com publicidade.