Em Parauapebas a greve dos correios permanece na manhã desta segunda-feira (25) e não há prazo para o termino, tendo entre os motivos da paralisação das atividades, estão o fechamento de agências pelo Brasil, mudanças de plano de saúde, ameaça de demissão, privatização, corte de investimentos públicos, redução de funcionários e falta de concurso público.

Dentre as reivindicações propostas pela categoria, estão 8% de reajuste salarial, com aumento de R$300 linear e reajuste de 10% dos benefícios.
Os setores mais afetados são da área de distribuição, com os carteiros; operadores de triagem e transbordo e atendentes.
A greve dos funcionários dos Correios pode ocasionar atraso na entrega de boletos, por isso os consumidores precisam ficar atentos e, se estiver próximo da data de pagamento, devem entrar em contato com a empresa credora para evitar a cobrança de encargos moratórios (juros e multas) ou a suspensão na prestação de serviços.
Com relação aos serviços contratados diretamente nos Correios (por exemplo, envio de Sedex), se houver atraso na entrega, o consumidor tem o direito de pleitear ressarcimento por eventuais prejuízos sofridos. Quem precisa enviar encomendas ou correspondência com urgência nesse período de paralisação dos Correios deve procurar por serviços alternativos de entregas.