Coordenadoria da juventude realiza 1° encontro com a juventude universitária

0
303

Os universitários de Parauapebas tiveram a chance de, na noite de terça-feira, 21, conhecer um pouco mais sobre o jeito de governar do prefeito Darci Lermen. Em plenária na Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), o prefeito respondeu e perguntou mais ainda.

Darci Lermen queria saber de tudo: como está funcionando a Ufra? Quais os maiores entraves da instituição para que os cursos melhorem? O que o governo municipal pode fazer para colaborar para a melhoria do ensino universitário?

Pergunta aqui, questionamento ali, respostas dadas e, assim, a plenária se transformou num enorme e bom bate-papo entre o prefeito e os estudantes da Ufra, dando diferencial ao I Encontro da Juventude Universitária, promovido pela Coordenadoria Municipal da Juventude (CMJ) no campus da Ufra, que fica a cerca de 20 quilômetros do centro da cidade, às margens da PA-275.

Acompanhado pelo titular da CMJ, Rafael Ribeiro, o prefeito assegurou que todas as reivindicações serão analisadas e atendidas, conforme as previsões orçamentárias do município. Entre os pedidos, a construção do restaurante universitário e da casa universitária e a colocação de iluminação pública no percurso de Parauapebas até a Ufra.

“Nós vamos levar a sério tudo o que foi debatido aqui, senão nem viríamos. O viés mais importante do nosso governo é justamente esse, a participação do nosso povo”, disse o prefeito. Ele lembrou os tempos em que foi universitário, das batalhas que travou para melhorar o ensino público e das dificuldades que enfrentou para concluir o nível superior. “Eu sei da necessidade de cada um de vocês”, frisou Darci Lermen, responsável pela implantação do campus da Ufra, em Parauapebas.

A presença do prefeito no encontro animou os jovens. Rafael Ribeiro informou que mais seis plenárias serão realizadas com a juventude do município – a primeira foi com os jovens do campo e, a segunda, na Ufra. “Ao todo, são oito plenárias com jovens alunos de várias localidades. Até os indígenas receberão nossa visita. Após esse processo, todas as reivindicações serão encaminhadas para o gestor municipal para que ele possa analisar e ver o que pode fazer com as mesmas”, informou o coordenador da CMJ.

Com os estudantes da Ufra, haverá um segundo encontro, já marcado para 10 de março, o que rendeu elogios dos universitários. Daniel Martins, 20 anos, considera a interação com o governo “fundamental” para a valorização dos universitários. Luiz Carlos, aluno de engenharia de produção, parabenizou a iniciativa da CMJ e espera que os resultados logo apareçam.

Atualmente, a Ufra tem mais de 1,2 mil alunos distribuídos pelos cursos de zootecnia, agronomia, engenharia florestal, administração e engenharia de produção. Outros cursos foram cobrados pelos universitários no encontro. As próximas plenárias com os demais segmentos da juventude de Parauapebas terão suas datas divulgadas pela CMJ.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui