Arte e cultura também envolvem ações essenciais para ajudar as comunidades em tempos de pandemia. Com essa visão, será lançado a partir de 8 de junho, um concurso cultural para premiar peças teatrais de curta duração e composições musicais inéditas a serem produzidas por artistas de Parauapebas (PA), durante o período de distanciamento social.

O concurso, patrocinado pela Vale, integra a programação do projeto “Movimenta Pebas”, uma iniciativa do Centro Cultural de Parauapebas. Aprovado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura, o “Movimenta Pebas” é realizado pela Vivas Cultura e Esporte, Ministério da Cidadania e Secretaria Especial da Cultura, com o apoio da Prefeitura Municipal de Parauapebas e do Instituto Vivas.

O “Movimenta Pebas” tem como objetivo a promoção de ampla programação cultural nas áreas de música, teatro, dança, artes plásticas e cinema para a população local. Em cada campo artístico, as atividades envolverão os participantes em um ciclo formativo, composto por oficinas, palestras, ensaios, produções e apresentações.

“Nosso olhar ao patrocinar este concurso foi direcionado aos artistas locais. O objetivo é investir em oportunidades de formação, dar visibilidade às suas produções e fomentar a cultura da cidade a partir do Centro Cultural. São oportunidades, neste momento, de criação e também de renda. Há duas décadas, a Vale investe em cultura no nosso país e neste momento precisamos nos unir e continuar apoiando o setor cultural”, destaca a gerente de Patrocínios da Vale, Christiana Saldanha.

Ao longo da realização do projeto, outros R$ 150 mil serão investidos em diversas ações, como a realização de oficinas e consultorias para o aprimoramento profissional, apoio às produções musical e teatral e a realização dos espetáculos no Centro Cultural Parauapebas.

“É uma grande satisfação para o governo municipal, apoiar um projeto como este que valoriza a arte.  A iniciativa reforça a renda dos artistas e  contribui para o fortalecimento da produção cultural, mesmo em época de pandemia”, comenta o secretário municipal de Cultura, Saulo Ramos.

Dois editais – Os dois editais integram as ações do projeto “Movimenta Pebas”: um para música e outro para artes cênicas. As inscrições poderão ser feitas de 8 a 19 de junho. Para se inscrever, os artistas precisam ser maiores de 18 anos, residir em Parauapebas há, no mínimo, seis meses, e inscrever peças teatrais e músicas próprias e inéditas. As inscrições são gratuitas e poderão ser feitas exclusivamente pelo site https://prosas.com.br/home, acessando os links https://prosas.com.br/editais/7311-movimenta-pebas-edital-de-selecao-de-composicoes-musicais-2020 e https://prosas.com.br/editais/7312-movimenta-pebas-edital-de-selecao-de-grupos-teatrais-2020. As premiações chegam à casa de R$ 70 mil.

“A expectativa é que os editais injetem recursos diretos e indiretos na rede produtiva da cultura do município. Além das premiações, o projeto prevê contratação dos vencedores para apresentação no Centro Cultural Parauapebas, ao fim das restrições sanitárias, movimentando o cenário cultural da cidade”, explica Solanda Steckelberg, da Vivas Cultura e Esporte.

Edital de premiação de músicas

O edital selecionará músicas inéditas de compositores de Parauapebas. Todas as composições selecionadas durante as fases do edital receberão premiação. Na primeira fase serão contemplados cinquenta compositores, após um júri indicado pela organização do concurso avaliar  as músicas enviadas pelos candidatos em formato de vídeo. As obras também serão exibidas nas redes sociais do projeto.

Nas etapas seguintes, dez compositores serão selecionados para participar de três oficinas desenvolvidas por profissionais da área musical. As músicas finalistas serão gravadas em estúdio profissional, ganharão um videoclipe e serão apresentadas no Centro Cultural Parauapebas, após o fim do isolamento social. As três primeiras colocações receberão uma premiação adicional em dinheiro, após votação popular nas redes sociais.

Em respeito às medidas de isolamento social decorrentes da Covid-19, não serão aceitos, no caso das composições, vídeos com mais de uma pessoa no mesmo local. A gravação pode ter a participação de até três artistas, simultaneamente, desde que em locais separados.

Edital de dramaturgia

O edital de dramaturgia tem como finalidade estimular a criação de peças de teatro de curta duração (entre 15 e 20 minutos). Podem participar grupos, coletivos ou companhias de teatro atuantes na cidade cujos integrantes residam há pelo menos seis meses e sejam maiores de 18 anos. A peça deve ser inédita (nunca apresentada publicamente), e pode ser assinada por um dos integrantes ou coletivamente. A exemplo do edital de música, todas as peças selecionadas receberão premiação pela participação no concurso.

O edital prevê, inicialmente, a seleção de dez peças por um júri definido pelo projeto. Em seguida, cinco peças serão escolhidas para serem montadas e exibidas. O projeto Movimenta Pebas promoverá uma oficina de dramaturgia online para os integrantes das cinco peças selecionadas na etapa anterior, com o objetivo de aprimorar conhecimentos no processo de concepção cênica.

Os artistas selecionados também receberão consultoria técnica de especialistas da área, uma verba para a montagem do espetáculo e remuneração para a realização das apresentações, cujas datas de apresentação serão definidas após o fim da pandemia da Covid-19.

O palco das finais

Parceiro do Projeto Movimenta Pebas, o Centro Cultural Parauapebas está preparado para receber a etapa final da seleção de composições e peças teatrais. Serão exibidas cinco peças, de até 20 minutos cada, e 10 músicas. O Centro tem um moderno teatro, com capacidade para 200 espectadores; quatro camarins; dois vestiários; biblioteca; salas de dança, música e multimídia; e toda a infraestrutura de atendimento ao público, como quatro banheiros (dois adaptados), lanchonete e estacionamento.

Em operação desde 2018, o Centro recebe investimentos permanentes em infraestrutura e é operado por uma equipe técnica experiente. O equipamento cultural já tem no currículo a realização de 14 eventos culturais com mais de dois mil participantes, como a Academia Jovem Concertante, a Semana da Dança, a 3ª Mostra de Teatro e outras atividades culturais que envolveram a comunidade parauapebense.