A chuva que insistiu em cair na manhã do último sábado, dia 18, não desanimou a juventude que se comprometeu a participar do 1° Encontro da Juventude do Campo, promovido pela Coordenadoria Municipal da Juventude (CMJ), na Escola Municipal Crescendo na Prática, localizada na Palmares ll.

 

A CMJ foi criada para atender a necessidade dos jovens e serve como meio de comunicação entre a prefeitura e os jovens da cidade. De acordo com o assistente social Francisco Cleiton é de suma importância ouvir e entender os anseios dessa parcela da população, que tanto tem a contribuir para o desenvolvimento da cidade. “Viemos aqui para ouvir os principais anseios desta comunidade. Entendo que a juventude tem voz e tem vez, e precisa, sim, lutar pelos seus direitos”, defende Cleiton.

 

No encontro, houve a participação dos líderes de movimentos da Palmares l e ll, Cedere, Vila Sansão e Paulo Fontelles. Eles tiveram a oportunidade de expor as dificuldades da juventude dessas localidades. O titular da CMJ, Rafael Ribeiro, fala que outros encontros estão sendo programados. O primeiro foi realizado na zona rural devido à imensa carência, na área, de políticas para a juventude. A reunião foi o primeiro passo para a construção de projetos e programas que contemplem a juventude do campo.

 

“Palmares é símbolo de luta pelas conquistas da juventude em Parauapebas, então nós iniciamos aqui pela zona rural, pelo campo, para que eles sintam o apoio da coordenadoria. Daqui, vamos partir para a cidade, até que a gente consiga ouvir todos os segmentos da juventude do município”, adianta Rafael Ribeiro.