Cerca 300 PMs do Estado do Pará voltam às ruas

619

Com a convocação de novos agentes prisionais, o governo do Pará vai devolver às ruas 290 policiais militares que estão trabalhando na segurança de presídios do Estado. Os 486 aprovados no concurso C-199 deverão assumir seus postos, gradativamente, já a partir do próximo mês de agosto.

Para tratar da posse e transição dos agentes concursados, o governador Helder Barbalho esteve reunido com o secretário extraordinário para Assuntos Penitenciários, Jarbas Vasconcelos, na manhã desta quinta-feira (4). Também estavam presentes o comandante geral da Polícia Militar, coronel Dilson Júnior; o secretário de Segurança, Ualame Machado; e o procurador geral do Pará, Ricardo Sefer.

Na ocasião, o secretário da Susipe apresentou ao governador o plano de lotação dos quase 500 novos agentes prisionais, que serão divididos em grupos táticos especiais, escolta, recaptura e operações penitenciárias. Eles vão substituir os PMs do Batalhão Penitenciário. Segundo Jarbas Vasconcelos, o objetivo é que a segurança das casas penais seja de responsabilidade dos novos agentes concursados, com autorização para utilizar armas letais. “Os agentes que já fazem parte do efetivo da Susipe, mas não são concursados, poderão utilizar armas não letais”, detalhou.

O secretário esclarece, ainda, que a transição será feita de forma gradual. “Por 12 meses, alguns policias do BPOP e da linha de comando do Batalhão continuarão trabalhando nas unidades, liderando e treinando os novos agentes prisionais, e compartilhando o dia a dia nas cadeias. Não basta só dar uma arma para o agente, ele precisa ser muito bem capacitado por policiais que têm experiência nessas funções”, garante o secretário.

Comentários