Cantor sertanejo de Parauapebas e mais seis homens são presos em operação da Polícia Civil

822
A Polícia Civil do Estado do Pará, através do Núcleo de Apoio à Investigação de Marabá, deflagrou na manhã desta sexta-feira (6) a OPERAÇÃO SANGRIA, após investigação que durou 5 meses sobre furtos a veículos de locadoras praticados por uma associação criminosa em diversas regiões do país, os quais eram transferidos fraudulenta e criminosamente tanto para terceiros quanto para os próprios membros dessa associação.
Os crimes contavam com a participação do ex-gerente e do vistoriador do Detran de Curionópolis, de um despachante de Marabá, um assaltante de veículos de vasta ficha criminal e outros membros da quadrilha, se valendo dos crimes de corrupção ativa e passiva, inserção de dados falsos em sistema, falsidade ideológica, estelionato, associação criminosa, furto qualificado pela fraude e outros em apuração.
A quadrilha aliciava alguém para locar o carro na locadora de veículos e entregar a eles, transferiam a propriedade no sistema do Detran sem sequer fazer a vistoria no veículo ou gerar processo, anunciavam a venda do carro no OLX ou pessoalmente e, enfim, transferiam novamente para o comprador final, que podia ser de boa-fé ou má-fé.
Ao total, mais de 30 veículos foram alvos desse esquema criminoso, ocasionando um prejuízo milionário às vítimas, tanto as locadoras quanto os compradores de boa-fé.
Para dificultar a descoberta do esquema criminoso e a consequente investigação policial, a quadrilha realizava cada etapa em um município diferente, a exemplo de um dos veículos que foi locado em Imperatriz, trazido para Parauapebas, feito a transferência no Detran de Curionópolis por um despachante de Marabá e vendido em Parauapebas.
Após intensa e atida investigação, foram expedidos 7 Mandados de Prisão Preventiva e 10 Mandados de Busca e Apreensão pelo Juízo da Comarca de Curionópolis, em desfavor dos indiciados CARLOS LÁZARO PAIVA JÚNIOR, RUB LEAL NUNES LIMA, ELENILSON OLIVEIRA GABRIEL, ANDRÉ CÍCERO FERNANDES ARCANJO, LUIZMAR EVARISTO DE SÁ, JHONATHAN PAIVA OLIVEIRA e FÁBIO CONCEIÇÃO DA SILVA. O nacional Jhonatan Paiva Oliveira é cantor sertanejo de Parauapebas com o nome artístico de Thiago Miller.
A operação foi realizada nos municípios de Marabá, Curionópolis, Parauapebas, Tucumã, Tailândia e São Geraldo do Araguaia.
Foram presos 06 alvos de Preventiva e mais 01 em flagrante delito e apreendidos diversos objetos relacionados às práticas criminosas, tais como documentos fraudulentos relacionados aos veículos, notebooks, CPUs, celulares, HDs externos, além de uma arma de fogo do tipo revólver com o cabeça do esquema criminoso e uma espingarda com um indivíduo que estava junto a um dos alvos, o que ocasionou a prisão em flagrante também para estes.
Alguns dos alvos tentaram fugir da polícia quando a operação se iniciou, mas foram prontamente capturados no meio da estrada, tendo um deles sido apreendido com uma mochila cheia de roupas, itens pessoais, notebooks, HDs, documentos do Detran e até mesmo um passaporte, que indica a sua intenção em fugir do país.
O despachante – um dos mentores do esquema – foi abordado quando chegava em São Geraldo do Araguaia em uma camionete Amarok que foi buscar em São Paulo, de propriedade de uma empresa Locadora de Veículos, que seria mais um alvo dos furtos e posteriores fraude e venda ilícita. Ao avistar os policiais, jogou o seu celular no rio Araguaia, no momento em que chegava na balsa.
A Operação contou com a participação de policiais do Núcleo de Apoio à Investigação de Tucuruí, DECA MARABÁ e das Superintendências do Sudeste do Pará, Alto Xingu e Lago de Tucuruí; somando, ao todo, mais de 50 policiais civis e 15 viaturas.
Os presos encontram-se agora à disposição da Justiça. (Com informações da Policia Civil)

Comentários