Canaã vai inaugurar Unidade de Vigilância de Zoonoses para cães e gatos

381

Visando, primeiramente, conter o avanço da leishmaniose no município, a unidade vai realizar a testagem em cães com sintomas da doença e a eutanásia nos cães infectados. O município contará também com uma unidade móvel para recolher animais de rua e realizar os cuidados básicos. O atendimento será de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h e vai atender exclusivamente cães e gatos.

No total, já foram registrados 27 casos de leishmaniose em humanos no município. Até o momento, nenhum óbito decorrente da doença foi confirmado. Em caninos, de 534 testes rápidos realizados, 395 confirmaram a doença transmitida pelo mosquito palha.

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), está realizando diversas ações preventivas no município, como testes, eutanásia em cães infectados, estudos sobre a infestação e ações de sensibilização como palestras em escolas e comunidades.

Nas residências dos pacientes com casos confirmados de Leishmaniose Visceral é realizado o procedimento de borrifação intra e extradomiciliar. Uma técnica na qual é aplicada uma solução combativa ao mosquito, borrifada em um raio de 300 metros do local.

Desde o início do ano, a Semsa tem realizado diversas ações preventivas: testagem rápida nos cães sintomáticos; eutanásia dos cães positivos; estudo entomológico para verificar qual o bairro apresenta maior infestação do flebótomos – o mosquito palha -, vetor do protozoário causador da doença; além de realizar palestras sobre o tema em escolas e centros comunitários e ações de comunicação via imprensa e veículos públicos de comunicação para sensibilizar a comunidade.

Comentários