Câmara de Vereadores aprova criação da Semana da Cultura Evangélica em Parauapebas

0
538

Os evangélicos no Brasil são diversificados e se caracterizam pela pluralidade. O protestantismo é o segundo maior segmento religioso do Brasil, representado principalmente pelas igrejas evangélicas, com cerca de 61,07 milhões de fiéis, o que representa 29,63% da população brasileira.

O segmento religioso cristão protestante apresentou um forte crescimento no país nos últimos anos, aumentando seu número de seguidores em 61% no período compreendido entre 2000 e 2016.

O crescimento dos evangélicos atingiu destaque no âmbito da política cultural, não sendo despercebido o interesse de valorizar as práticas, costumes e música.

Para incentivar e divulgar a prática cristã na sociedade e a contribuição da igreja para o progresso pessoal, familiar e comunitário, foi apresentado o Projeto de Lei nº 32/2017, em que institui a Semana da Cultura Evangélica no município.

Segundo dados apresentados na justificativa ao projeto de lei, em Parauapebas os evangélicos chegam a 30% da população. Para o autor da proposição, a Semana da Cultura Evangélica não será apenas mais uma data comemorativa, mas uma manifestação pública de fé, além do reconhecimento e a valorização de um povo pacífico que leva o bom testemunho de Cristo.

O projeto de lei prevê que ficará a cargo dos pastores das igrejas que aderirem à Semana da Cultura Evangélica formar uma comissão especial para elaboração da programação. A Semana da Cultura Evangélica destina-se ao congraçamento das igrejas evangélicas, independentemente da ordem dominical, desde que estejam devidamente legalizadas e em atividade.

Durante a semana serão realizadas atividades de integração entre as instituições religiosas interessadas, bem como destas com a comunidade em geral, com a finalidade de potencializar os eventos realizados pela comunidade evangélica, tais como peças teatrais, exposição, simpósios, palestras, seminários e cruzadas evangélicas. (Com informações AscomLeg)

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.