Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Início Notícias Destaques Parauapebas lidera em exportações e balança comercial paraense teve o saldo de...

Parauapebas lidera em exportações e balança comercial paraense teve o saldo de US$ 3,2 bilhões

A balança comercial paraense registrou saldo positivo de US$ 3,2 bilhões no acumulado do ano até maio. Esse resultado aponta que o Pará está entre as principais unidades federativas geradoras de divisas do país, ficando em terceiro lugar na balança comercial brasileira para o acumulado do ano, atrás apenas dos estados de Mato Grosso, com o primeiro lugar no ranking nacional com saldo de US$ 16,3 bilhões, e Minas Gerais em segundo lugar com saldo de US$ 5,4 bilhões.

De acordo com análise feita pela Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas (Fapespa) em parceria com o Centro Internacional de Negócios, vinculado à Federação das Indústrias do Pará (Fiepa), em maio o saldo positivo foi de US$ 853, 7 bilhões, sendo  maior que o registrado no mesmo período do ano anterior quando alcançou a cifra de US$ 669,4 bilhões. Parte desse resultado está relacionado às exportações do minério de ferro que chegaram a totalizar US$ 1,5 bilhão, correspondente à participação de mais de 41% da pauta exportadora no acumulado do ano até maio. A demanda por alumina calcinada também impulsionou o desempenho positivo com saldo de US$ 564 milhões, e as exportações do minério de cobre fechou o período com US$ 551 milhões. Juntos os produtos totalizaram 70% do valor paraense exportado.




O estudo revela ainda que a Ásia é o principal mercado demandante de commodities paraenses nos últimos anos. Ao se analisar os cinco primeiros meses deste ano, esse continente participou com 48,94% dos valores exportados, contabilizando o montante de US$ 1,8 bilhão. Já a União Europeia aparece como o segundo maior comprador do estado, sendo responsável por 25,33% do valor exportado no acumulado de janeiro a maio, ou US$ 948,1 milhões.

As importações paraenses elevaram-se cerca de 8% em relação ao mesmo período do ano passado. Um dos fatores de indução foi a mina de minério de ferro S11D, localizada em Canaã dos Carajás, pelo fato de ter recebido consideráveis investimentos na formação de bens de capital como máquinas e equipamentos.

Na análise por município, os que registraram os melhores desempenhos foram Parauapebas, Barcarena e Marabá com registro de US$ 1,4 milhão, US$ 701,2 milhões e US$ 388.2 milhões, respectivamente.




Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Must Read

Prefeitura de Parauapebas se manifesta e diz que durante evento ocorreu fiscalização da vigilância Sanitária

A repercussão das notas do sindicato e da organização do evento se manisfestaram sobre a realização do evento, e conforme pedido do Sindicato dos...

Organização do festival de Food Truck emite nota de esclarecimento e diz que possui todas as licenças

Na tarde desta sábado o Sindicato dos Hotéis e Restaurante de Parauapebas emitiram uma nota de repúdio em relação ao festival de food truck...

Sindicato emite nota de repúdio e diz que festival Food Truck não possuem licença para realização

Após a anunciação de um festival de comidas vendidos por caminhões de alimentos que acontecerá em Parauapebas, o Sindicato de Hotéis, Bares e Restaurantes...

Valmir Mariano, Genésio Filho e mais treze pessoas serão homenageados em Parauapebas

Em sessão extraordinária da Câmara Municipal de Parauapebas, realizada logo após a reunião ordinária da última terça-feira (14), os vereadores aprovaram a entrega de...

Ciro Gomes solta o verbo, diz que Bolsonaro é ‘vazio’ e Lula é ‘defunto eleitoral’

O ex-governador do Ceará, Ciro Gomes, fez duras críticas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e ao PT durante sua participação na reestreia...

Comentários