O Brasil exportou 366,2 milhões de toneladas de minério de ferro em 2015, uma alta de 6,3% em relação às 344,3 milhões de toneladas registradas em 2014, segundo dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

A receita brasileira com as exportações de minério de ferro no ano passado foi de US$ 14 bilhões. O valor representa uma queda de 45,7% na comparação com os doze meses de 2014, quando foram registrados US$ 25,8 bilhões. A diminuição aconteceu devido ao colapso nos preços do minério de ferro.

Somente em dezembro do ano passado, o país exportou 39,5 milhões de toneladas, volume que corresponde a uma alta de 5,8% sobre as 37,3 milhões de toneladas de 2014. A receita com as exportações, porém, caíram, em dezembro de 2015 para US$ 1,2 bilhão ante US$ 1,9 bilhão do mesmo mês no ano anterior, uma diferença de 36,8%.

O porto de Hedland, um dos principais para exportação do minério de ferro na Austrália, bateu recorde no mês de dezembro de 2015, alcançando 37,55 milhões de toneladas exportadas, enquanto em dezembro de 2014 o total foi de 37,12 milhões, aumento de 1,5% na comparação.

Em todo o ano de 2015, as exportações de Hedland aumentaram 7,8% para 446,1 milhões ante 413,7 milhões de toneladas registradas em 2014, segundo cálculos feitos pela agência de notícias Bloomberg.

O minério de ferro com 62% Fe para entrega no porto de Qingdao, na China, na modalidade custo e frete (CFR), perdeu US$ 1,68, ou 4,1%, e caiu hoje (13) para US$ 39,51 a tonelada, segundo o índice de preços Metal Bulletin. O minério de ferro é medido em toneladas métricas base seca, sem umidade.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here