O aniversário de 30 anos da Escola Estadual de Ensino Médio General Euclydes Figueiredo, primeira instituição de ensino de Parauapebas, foi comemorado em grande estilo na última sexta-feira, 30, por professores, alunos, funcionários, familiares, além de profissionais e estudantes que já passaram pela unidade. Um momento importante para a cidade, que contou com a participação da Biblioteca Legislativa Sônia Cortêz.
Como já é de costume, parte do acervo da Biblioteca foi levado para a unidade e exposto no ginásio da escola, onde ocorreram as comemorações. A coordenadora da Biblioteca, Delma Rezende, relata que foram selecionados livros voltados para o público adolescente, predominante na instituição. Outra atividade que fez sucesso entre os visitantes foram os retratos desenhados pelo policial legislativo Pedro Guimarães.
A festa contou com a apresentação da Escola de Música Waldemar Henrique, de números musicais, danças, premiação dos campeões dos jogos interclasse, desfiles e o concurso “Musa e Mister Euclydes 2014”. Na ocasião foi realizada ainda uma homenagem aos ex-diretores da instituição, com a entrega de um certificado de Menção Honrosa pela relevante atuação dos mesmos na educação do município. Ex-alunos também foram homenageados.
A participação da Biblioteca Legislativa Sônia Cortêz em eventos como este, faz parte da política da atual mesa-diretora da Câmara Municipal de Parauapebas, que tem como objetivo divulgar o acervo, incentivar a prática da leitura, atrair novos leitores e consequentemente facilitar o acesso ao conhecimento.

História

A história da Escola Estadual de Ensino Médio General Euclydes Figueiredo teve início quando Parauapebas ainda era distrito de Marabá, por iniciativa das Professoras Januária Rodrigues Alves e Estela Noemi Borges. No ano de 1983 elas criaram a escola, que foi construída em madeira em uma via que hoje é chamada de Rua do Comércio, no Bairro Rio Verde.
Ainda em 1983, com a criação do Núcleo Urbano do Bairro Cidade Nova foi construído um novo prédio para a unidade, por iniciativa da então Companhia Vale do Rio Doce e com o financiamento do Banco Mundial. A partir deste momento a nova escola recebeu o nome de Escola Municipal e Estadual de 1º Grau “João Batista Figueiredo”, em homenagem ao Presidente da República da época. A instituição teve como primeira diretora a professora Irenilde Soares Barata.
Em junho de 1984, o nome da escola foi modificado a pedido do então presidente João Figueiredo para Escola Municipal e Estadual General Euclydes Figueiredo, em homenagem ao seu pai. Ainda neste mesmo ano, a unidade passou a ser Escola Sede, representando a Secretaria Estadual de Educação na região.
A instituição de ensino continua na Cidade Nova. Entretanto, atualmente duas escolas funcionam no mesmo prédio. No período da manhã e parte da tarde é a “Escola Municipal de Ensino Fundamental Chico Mendes”, no restante do dia e a noite é a “ Escola Estadual de Ensino Médio General Euclydes Figueiredo”.

Nayara Cristina/ASCOM-CMP

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here