Agora depende apenas da sanção do Governo do Estado a liberação da venda de bebidas alcoólicas no interior dos estádios de futebol do Pará. O projeto de lei de autoria do deputado Milton Campos (PSDB) que trata dessa comercialização foi aprovado ontem, em redação final durante sessão ordinária na Assembleia Legislativa por maioria absoluta de votos, e para ter validade, precisa ser chancelado pelo chefe do Poder Executivo.

O parlamentar está confiante no endosso do governador Simão Jatene, seu colega de partido. “A AL é o reflexo do que pensa a sociedade”, justificou.

Em defesa de sua iniciativa, o tucano reforça que essa prática é algo que se repete em diversos estádios brasileiros e que não há nada que efetivamente comprove a ligação direta entre o consumo de álcool dentro das praças com atos violentos durante os jogos. “Observe que as brigas ocorrem fora do estádio e entre torcidas organizadas, que são o câncer do futebol brasileiro”, argumentou o deputado.

Campos declarou ainda que o hábito de ‘tomar uma cervejinha’ é algo que faz parte da rotina do brasileiro, seja em festas, lojas de conveniência, postos de gasolina, entre outros lugares, e isso não deve ser restrito no momento em que o torcedor acompanha seu time do coração. “O torcedor paraense não é diferente dos outros do Brasil e do mundo afora”, comparou.

Ele também vê a liberação como algo que pode diminuir a prática de beber em demasia antes de adentrar o estádio, já que lá dentro esse consumo não é permitido, o que fazia com que os espectadores já entrassem alcoolizados ainda no início do jogo. “Assim ele poderá beber de forma gradativa, e respeitando as regras impostas pela lei”.

O texto do PL prevê que somente vendedores autorizados com alvará e outros documentos semelhantes possam praticar esse comércio dentro dos estádios, e que as bebidas sejam entregues aos torcedores somente em copos de plástico.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here