Câmara aprova o processo de impeachment de Dilma

0
323

A abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF), foi decidida na noite deste domingo (17).

A oposição conseguiu os dois terços dos votos que precisava para mandar o processo ao Senado.

Às 23h07, o deputado Bruno Araújo (PSDB-PE) deu o último voto favorável necessário para o prosseguimento do processo de impeachment.

Durante a votação, o Pará contou com o voto de todos os 17 deputados, sendo 10 favoráveis, 6 contrários e 1 abstenção.

AFASTAMENTO

A votação não afasta a presidente Dilma Rousseff do cargo. Isso pode acontecer caso o processo também seja aprovado pelo Senado.

Em se mantendo a proposição pelos senadores, a presidente será afastada do cargo por até 180 dias assumindo o vice-presidente Michel Temer (PMDB).

A última vez que o Brasil passou por um processo de impedimento de um presidente foi em 1992, quando Fernando Collor de Melo foi destituído do cargo.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.