Adolescente de 14 anos comete suicídio e pode ser mais uma vítima do jogo Baleia Azul em Parauapebas

3953

A adolescente Iza Maria Silva dos Santos, de 14 anos, pode ter sido mais uma vítima do jogo chamado Baleia Azul em Parauapebas. Ela tirou a própria vida, se enforcando com uma corda, na madrugada desta sexta-feira (1º), na casa onde morava à Rua Havana, Bairro Vila Rica.

O corpo da adolescente foi encontrado por volta de 4h40 pela irmã, de apenas 10 anos, que ficou desesperada e acordou o pai delas, Francisco Felício dos Santos. Ele também entrou em choque ao ver a cena. A adolescente amarrou uma corda em uma área anexa ao quarto onde dormia e se enforcou.

Iza dos Santos apresentava diversas cicatrizes e ferimentos recentes, feitos com objetos cortantes, nos braços e barriga. Ferimentos que podem ter sido feitos como parte dos desafios do jogo, que estimula os participantes a se ferirem, para provarem que tem coragem. A última tarefa proposta é tirar a própria vida.

O aplicativo do jogo foi encontrado no celular de Iza e os amigos e o irmão dela contaram que ela jogava Baleia Azul todos os dias. Sem entender nada, muito menos o que é esse jogo, o pai da adolescente disse jamais desconfiar que ela estaria envolvida em um jogo mortal.

Ele conta que não acompanha proximamente a vida dos filhos porque trabalha muito para sustentá-los. “A gente só está mais junto nos fins de semana, mas nunca desconfiei que ela tivesse com algum problema ou participando de um jogo desses”, frisa Francisco.

No mês passado, outra jovem também cometeu suicídio e teria tido relação com o jogo. O Baleia Azul, disputado pelas redes sociais, propõe desafios macabros aos adolescentes, como posar para fotos assistindo a filmes de terror, automutilar-se, ficar doente e, na etapa final, cometer suicídio.

Aparentemente, o fenômeno começou na Rússia, mas está se espalhando pelo mundo, inclusive no Brasil, onde já foram registrados vários casos de jovens cometendo suicídio, que podem estar relacionados ao jogo. (Correio de Carajás)

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui