Depois de muita resistência e especulações os feirantes deixaram no dia 26 de novembro de 2015 de forma pacifica  a ocupação que já durava duas décadas no “Costa para a rua” e na Praça dos Metais, local também conhecido como Feira do Produtor ou Pé Inchado.

A operação para desocupação da área teve início no dia 16 de novembro quando os feirantes foram notificados  sobre o prazo previsto para a ação quando deveriam se decidir entre os dois espaços oferecidos a eles para a remoção: o Mercado Municipal do bairro Rio Verde e o CAP (Centro de Abastecimento de Parauapebas). Ambos os espaços receberam melhorias e adequações.

O CAP (Centro de Abastecimento de Parauapebas) recebeu 60 feirantes foram construídos 10 boxes para abatedouro e comercialização de aves; os demais, comerciantes de roupas, foram remanejados para o Mercado Municipal do bairro Rio.

O Juiz Líbio Moura e representantes do Ministério Publico foram os grandes mediadores da readequação da área.

No final de dezembro de 2016, ambulantes e feirantes voltaram a ocupar e construir na área, assim montando suas vendas, em conversa com a nossa equipe, um ocupante que não quis se identificar alega que a área ate então desocupada não foi utilizada pelo governo e que o local para onde foram removidos não seria bom de vendas.

A equipe de reportagem do Portal Noticias de Parauapebas entrou em contato com a assessoria de comunicação da prefeitura onde a mesma respondeu que o secretario de urbanismo está se situando da situação, mas que a desocupação foi uma ordem judicial e que em breve tomará as medidas cabíveis.

Pablo Oliveira do Portal Noticias de Parauapebas