26% dos candidatos em 2014 não participarão das eleições

0
291

Duzentos e setenta e um candidatos que participaram das eleições de 2014 no Pará não poderão participar do pleito deste ano. O número corresponde a 26% do total de candidatos (1.043). De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE), eles tiveram suas contas julgadas como não prestadas. O procedimento é obrigatório para todos os candidatos que concorrem às eleições, de acordo com o art. 28, da Lei nº 9.504/97.

Nas Eleições de 2014, ficou estabelecido que as contas julgadas como não prestadas impediriam o candidato de participar de eleições futuras.

Das contas analisadas e julgadas, 187 foram aprovadas, 265 foram aprovadas com ressalvas, 320 desaprovadas e 271 candidatos tiveram suas contas julgadas como não prestadas pelo pleno do TRE. Na maioria dos casos em que as contas foram julgadas como não prestadas, a falha foi em função da falta de documentação e representatividade jurídica.

‘Nesses casos, o candidato deixou de apresentar documentos como extrato bancário, o que implica na falta de elemento suficiente para analisar as contas. A outra situação seria a falta de constituição de advogado. Como é um processo judicial, o processo não pode seguir sem a presença desse profissional’, explicou Evandro Ramos, Secretário de Controle Interno e Auditoria do TRE-PA.

Já na maioria dos casos de prestações de contas que não foram aprovadas, além da falta de documentação como extrato bancário e recibos eleitorais, os que foram apresentados pelos candidatos mostraram contradições. ‘A divergência entre as informações relativas às doações constantes na prestação de contas final e nas parciais impede o controle sobre a regularidade das contas do interessado, atraindo a desaprovação das mesmas’, comenta Ramos.

Este ano, a prestação de contas deve ser encaminhada à Justiça Eleitoral, até o dia 1º de novembro de 2016 para os candidatos que concorrem ao 1º turno, e até o dia 19 de novembro de 2016 para os que irão disputar o segundo turno.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, faça seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.