10ª Ação Cidade Democrática ouve os moradores do bairro Maranhão

784

Com foco nas pessoas, na noite desta quinta-feira (14), a Ação Cidade Democrática contemplou os moradores do Maranhão. Em seu 10º evento, a ação que está mudando a forma de fazer política, já ouviu pessoas de mais de 35 bairros, dando uma verdadeira aula de democracia.

A princípio o bairro Maranhão era uma ocupação, posteriormente a prefeitura adquiriu a área, loteou e entregou os lotes aos moradores, mas até hoje, 16 anos após o surgimento do bairro, ele ainda não possui nenhum equipamento público e as famílias ainda lutam para conseguir o título definitivo de seus terrenos.

Com toda essa participação popular eu tenho certeza de que o plano de governo que o partido Democratas (DEM) está construindo para as pessoas será capaz de contemplar todos os anseios do nosso povo”, afirmou Marcelo Catalão, presidente do DEM, durante sua tarde de visitas aos moradores e comerciantes do bairro Maranhão, que apesar de ser antigo e estar no meio da cidade, ainda é tão carente de serviços básicos.

Durante o evento os moradores expuseram os principais problemas que o bairro e as famílias que lá residem enfrentam. “O que mais prejudica a comunidade é a falta de um posto de saúde e de saneamento básico”, disse a dona de casa Rosineide Benette, 50 anos. Para a estudante Tamanda Almeida, a maior dificuldade dos jovens do município está em conseguir o primeiro emprego. “As empresas não contratam pessoas com a carteira de trabalho em branco, mas se não nos derem uma chance, quando teremos experiência?”, questiona Tamanda.

Marcelo Catalão agradeceu a presença e as sugestões que todos os moradores do bairro Maranhão expuseram durante o evento e disse que mesmo vivendo em Parauapebas há 30 e conhecendo bem a cidade, é graças a Ação Cidade Democrática que ele está conhecendo as peculiaridades de cada canto da cidade.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui